Salvem o PCP

PCP no vermelho. “Não vamos dispensar uma efectiva redução da despesa”

Através do Miguel Noronha, fico a saber que o PCP está com problemas financeiros. Antes de mais, um ponto para todos os que acreditam em karma. Depois, sendo o PCP um partido histórico, não posso deixar de sentir pena que vá à falência (já o sporting é outra história). Para mostrar a minha abertura de espírito, deixo aqui algumas recomendações aos gestores do PCP para sairem da crise, que com certeza concordarão:

1.Aumentem os salários dos funcionários do partido: como muito do financiamento do PCP vem precisamente dos funcionários, aumentar o seu salário certamente irá ajudar a salvar as contas.
2.Construam uma nova sede: uma nova sede irá atrair novos militantes, que por sua vez trarão novos fundos. São os chamados investimentos produtivos.
3.Acabem com o voluntariado no partido: além de ser mão-de-obra precária e explorada, o que contraria os princípios do partido, funcionários que não recebem não podem pagar o dízimo ao partido. Mais salários, mais dízimo. Simples.
4.Se não tiverem financiamento, assinem um contrato de empréstimo com Moscovo e depois chamem-lhe pacto de agressão. Ameacem não cumprir com o empréstimo anterior, enquanto negoceiam um novo. Diz que resulta.
5.Se ainda assim não resultar, experimentem insultar aqueles que querem que vos empreste dinheiro. Chamem-lhes nazis e falem dos gulags.
6.Se os malvados, apesar de toda a vossa boa-vontade, continuarem a não garantir financiamento, quebrem de vez com a economia capitalista. Passem a pagar a funcionários e fornecedores com notas de monopólio

Em suma, o que é preciso é evitar a via austeritária que alguns parecem querer seguir. Se querem colocar as contas em ordem, têm que gastar mais. Parece óbvio, não parece?

6 comentários a “Salvem o PCP

  1. Pingback: Salvem o PCP! « Ricardo Campelo de Magalhães

  2. O segredo é apostar no crescimento! Se nas próximas eleiçoes tiverem 40 ou 50% o problema de financiamento desaparece. Se cortarem no orçamento entram numa espiral recessiva. Menos dinheiro – menos deputados – menos deputados- menos dinheiro…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s