A ideia original de Rui Tavares para sair da crise

550

Eu acho que um Estado unilateralmente, mesmo um Estado que esteja sob um programa, pode perfeitamente fazer uma série de políticas concretas de ruptura com a austeridade. Eu faria, por exemplo, um sistema de títulos, dentro do próprio país, antecipando o pagamento dos impostos, que seriam transaccionáveis e que permitiriam captar poupanças, dando ao orçamento central um certo desafogo e eventualmente possibilitariam uma renegociação da dívida.

Rui Tavares, em entrevista ao jornal i

Como estes títulos seriam emitidos pelo tesouro, que ficaria obrigado a pagá-los com impostos futuros, proponho que se chamassem “títulos do tesouro” ou “obrigações do tesouro”. Antecipar despesa no presente recorrendo a impostos futuros: aí está algo que nunca ninguém se lembrou antes. Uma ideia brilhante digna de um eurodeputado da nação.

3 comentários a “A ideia original de Rui Tavares para sair da crise

  1. Penso que a ideia é mais emitir moeda “interna”, uma vez que esses titulos seriam liquidos/transaccionáveis, e seriam usados (entre outras coisas) para pagar parcialmente as obrigações do estado, como ordenados e pensões. Não sei é até que ponto isso é compativel com os tratados, e até que ponto a lei de Gresham iria reduzir rapidamente o valor desses títulos.

    • Isto dito, obviamente que sim, são titulos de dívida pública do estado (entrarão para a contabilidade do défice/divida).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s