PISA, mulheres e religião

Sem querer estar a tirar nenhum tipo de conclusões, deixo os dados abaixo para o leitor analisar. No gráfico abaixo podem ver a diferença entre rapazes e raparigas nas pontuações nos testes PISA de matemática. Quanto maior o número, maior a vantagem dos rapazes sobre as raparigas em cada um dos países países. Para ajudar ainda mais a leitura, destaco a laranja os países de religião católica e a vermelho os países de maioria Muçulmana.

religion

O gráfico fala por si, mas a diferença é abismal: enquanto que nos países maioritariamente católicos os rapazes obtêm resultados bastante melhores que as raparigas, nos países muçulmanos a diferença esbate-se ou é mesmo invertida, ou seja, as raparigas conseguem melhores resultados do que os rapazes.

6 comentários a “PISA, mulheres e religião

  1. Não poderá ser um caso de selectividade amostral? Isto é, nos países muçulmanos só uma pequena percentagem de mulheres tem acesso ao ensino, e provavelmente as que acedem têm boas condições e capacidades que não são representativas do universo total da população feminina.

    • Não é esse o caso, principalmente nos países considerados (os mais ricos) e a este nível de ensino. A explicação poderá ser outra, por exemplo, o facto de numa sociedade muçulmana as raparigas estarem menos expostas a distracções do que os rapazes.

  2. Também me parece ser esse o caso.
    Ainda para mais fazendo a comparação com países católicos em que a mulher é 1000 vezes mais bem tratada e considerada e tem os mesmo direitos que o homem.
    Mais um estudo que apresenta os muçulmanos como os bons e os cristãos os maus. Não estou a dizer que é o que se está a fazer nesta publicação mas concerteza será feita em outras. Efim…

    • Como digo acima, não me parece ser esse o caso dado o nível de ensino em que os testes são feitos e os países utilizados (países ricos em que as raparigas casam mais tarde e estudam mais). Para além do motivo mencionado acima, talvez faça sentido olhar para o facto de os rapazes obterem melhores resultados numa cultura predominantemente feminina como a católica, seguido de uma cultura neutra, como a protestante, obtendo os piores resultados numa cultura mais masculina como a islâmica.

  3. Parece-me uma correlação espúria, um não evento. Para ter relevância estatística (e ser tema de debate) teria de se testar a fiabilidade dos resultados ao longo de vários anos, para que se valide uma correlação.

  4. 1) A Tunísia e a Indonésia têm ambas inquestionávelmente uma cultura islâmica fortíssima.
    2) Seria interessante ver os dados de mais países islâmicos, em particular no norte de África apenas resultados da Túnisia
    3) Há países erradamente categorizados como católicos no gráfico: em particular reparei imediatamente na Austria e na Suiça, a primeira têm muito pouca tradição católica, e a segunda apenas em (extremamente) pequenas regiões, sendo o background cultural maioritariamente dominado pelo protestantismo e pelos movimentos ateistas (tendo afinal de contas a Suíça sido um berço destes no séc XVIII); Portugal, Itália e França são países láicos por constituição, mas é certo que o catolicismo influencia o background cultural destes países, assim como também influencia o background cultural da Bulgária ou de uma parte considerável da Rússia.

    Em conclusão: o Carlos Guimarães Pinto está a tentar forçar uma conclusão onde ela não existe. O gráfico não fala por si, e não é preciso ter conhecimentos muito avançados de estatística para olhar para ele, mesmo mal pintado, e perceber que assumindo que os resultados seriam estáticos ao longo dos anos, o problema dificilmente terá alguma ligação com as religiões em causa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s